NOVA FCSH | Lisboa | 11 a 13 de abril de 2022

Sessões paralelas

11 Abr 2022
14:00-16:30
Clique no título para aceder às sessões

Sessões paralelas

Disrupção Criativa I: Ambientes Criativos I (Auditório A13) | Sessão dupla

Moderadoras: Dora Santos Silva (NOVA FCSH/ICNOVA) e Maria João Centeno (ESCS-IPL/ICNOVA)

  1. FALA BARATO”: filtros criativos e competições alternativas para um jogo de tabuleiro Fernanda Bonacho, Helena Figueiredo Pina & Susana Araújo (ESCS-IPL)
  2. Arquivos, álbuns, atlas: repensando a indicialidade na fotografia Maria da Luz Correia (UM/CECS e UAç)
  3. A comunicação, o design e a mediatização das mensagens visuais  Jorge Brandão Pereira (IPCA)
  4. Consegues ouvir o que eu vejo? Data sonification aplicado às narrativas radiofónicas Ana Sofia Paiva (NOVA FCSH) & Ricardo Morais (UBI/LABCOM e IADE-UE)
  5. A experiência disruptiva do passeio sonoro: da escuta ativa à comunicação acústica Madalena Oliveira (UM/CECS)
  6. Por uma caracterização do objeto sonoro em plataformas digitais Debora Cristina Lopez (UFOP/UFPR) & Marcelo Freire (UFOP)
  7. A análise do discurso digital: o movimento hip hop nas redes sociais Davide Gravato (UM/CECS) & Fabio Malini (UFES)
  8. A Street art como património e recurso das indústrias criativas Ana Margarida Cruz Silva (ISCAP-IPP/CEI)
  9. A Arte da performance como arte da (in)comunicabilidade da história Cláudia Madeira (NOVA FCSH/ICNOVA)

> Aceda aos resumos deste painel

Disrupção, Media e Mercado II: Comunicação, Marcas & Inovação (Auditório A102) | Sessão dupla

Moderadoras: Ana Margarida Barreto (NOVA FCSH/ICNOVA), Jorge Veríssimo (ESCS-IPL)

  1. O papel estratégico da comunicação interna para o reforço da responsabilidade social interna. Estudo de caso: companhia Recheio do grupo Jerónimo Martins Nuno Goulart Brandão & Luísa Sousa Peixoto (FCH-UCP)
  2. Comunicação, indústria e mercados globais: um olhar disruptivo sobre o paradigma dominante Ana Raposo (ESCS-IPL), Marta Gonçalves (Say U Consulting) & Mafalda Eiró Gomes (ESCS-IPL)
  3. Comunicar para Inovar: desafios e oportunidades para a Comunicação Estratégica na utilização de tecnologias emergentes em organizações disruptivas Paula Machado (DTX), Teresa Ruão (ICS-UM) & Helena Sousa (ICS-UM)
  4. As estratégias de comunicação das marcas criadas em contexto online, na rede social Instagram Filipa Rodrigues Pereira & Paulo Silva (ESEV-IPV)
  5. As marcas e a sua relação com os públicos: da comunicação racional ao primado da emoção Rita Gonçalves & Sara Balonas (ICS-UM)
  6. Da Tesla ao SpaceX: Branding e Protopia como estratégia Herlander Elias (UBI/LABCOM)
  7. Complexo de vira-lata: a comunicação de marcas de moda reconstruindo o orgulho de pertencer do cidadão de Fortaleza Ticiana Albuquerque  (UFC)
  8. Posicionamento em Relações Públicas: uma disrupção face ao paradigma instituído no mercado Diana Félix & Sandra Pereira (ESCS-IPL)
  9. O desafio das Relações Públicas no relacionamento com jornalistas e influenciadores Madalena Portugal (NOVA FCSH)
  10. Lobistas ex-políticos: um obstáculo à regulamentação do lobbi em Portugal? Maria Borges & Tatiana Nunes (ESCS-IPL)
  11. Assessoria de imprensa: gestão ou manipulação da informação? A perceção dos jornalistas portugueses Teresa Figueiredo & Gisela Gonçalves (UBI)
  12. O papel das agências de comunicação: uma análise comparada entre a perceção dos clientes e a dos colaboradores Nuno Moutinho (FEUP) & Inês Pereira (FLUP)
  13. Novas estratégias em educação: uma exigência das novas realidades do mercado laboral Alexandre Duarte (IADE-UE/UCP/CECS)

> Aceda aos resumos deste painel 

Disrupção Informacional II: Memória(s) e História (Anfiteatro 217) | Sessão dupla

Moderadoras: Carla Baptista (NOVA FCSH/ICNOVA), Patrícia Teixeira (UCP/ICNOVA)

  1. Disrupção Política: A cobertura das eleições presidenciais na 1ª República pela revista Ilustração Portuguesa (1911-1923) Jorge Pedro Sousa (UFP/ICNOVA), Celiana Azevedo (IPSet/ICNOVA) & Fátima Lopes Cardoso (ESCS-IPL/ICNOVA)
  2. Continuidade e disrupção política e social no ano de 1919: o discurso da imprensa portuguesa Helena Lima (FLUP)
  3. Perante o tribunal de opinião pública: a imprensa de Lisboa e a greve dos trabalhadores de jornais em 1921 José Nuno Matos (ICS-UL)
  4. Disrupções na lusofonia… ou talvez nem tanto: o discurso das revistas Ilustração Portuguesa e ABC sobre o centenário da independência do Brasil (1922) Jorge Pedro Sousa (UFP/ICNOVA) & Celiana Azevedo (IPSet/ICNOVA)
  5. Compreender o trabalho de Arnaldo Garcês na digressão pela moderna cultura de corrida portuguesa, para além da celebração do repórter fotográfico da Primeira Guerra Mundial Luís Camanho (FBA-UP/ID+), José Carneiro (FBA-UP) & Susana Lourenço Marques (NOVA FCSH/IHA)
  6. Imprensa portuguesa entre 1968 e 1976: mercado e contextos Suzana Cavaco (FEP-UP/CITCEM)
  7. “Quem tem medo da liberdade?” A Seara Nova e o PREC (1974-75) Pedro Marques Gomes (ESCS-IPL)
  8. Revista sonora, uma voz não alinhada na rádio cabo-verdiana no período final do colonialismo Ana Isabel Reis (UP/CITCEM)
  9. Mulheres portuguesas que reportam a guerra: perfis, experiências e problemas (1969-2020) Ana Catarina Simões (ESCS-IPL) & Filipa Subtil (ESCS-IPL/ICNOVA)

> Aceda aos resumos deste painel 

Disrupção Informacional III: Jornalismo e Tecnologias Digitais (Anfiteatro 219) | Sessão dupla

Moderadoras: Catarina Rodrigues (UAç/LABCOM), Inês Amaral (UC/CECS)

  1. Estratégias narrativo-visuais de simulação contextual no Jornalismo de Dados: um estudo de caso no jornal Público Milton Cappelletti (IADE-UE)
  2. A visualização de dados como meio de comunicação com os públicos: novas dinâmicas de informação.  Filipa Pereira (ESEV-IPV)
  3. Jornalismo e código aberto: os casos do Shifter e da revista Interruptor Rui Miguel Godinho (NOVA FCSH)
  4. O Jornalismo-robot na construção da acessibilidade informativa científica Ana Frazão-Nogueira (UFP), José Túñez-Lopez (Univ. Sant. Compostela)  & Jesús Segarra-Saavedra (Univ. Alicante)
  5. Áudio espacial e jornalismo imersivo: produção, design narrativo e sentido de presença Paulo Nuno Vicente (NOVA FCSH/ICNOVA) & Sara Pérez-Seijo (Univ. Compostela)
  6. A utilização das técnicas de SEO no contexto do jornalismo online: uma prática com futuro? Cristiana Sousa & Paulo Frias (FLUP)
  7. Redação jornalística na palma da mão: uma reflexão sobre o uso dos dispositivos digitais móveis na produção de notícias Luís Pedro Rodrigues (UCP/CECC)
  8. O Gif animado como facilitador do jornalismo digital: pode o conteúdo noticioso cívico prosperar na cultura gifable? Assunção Duarte (NOVA FCSH) & Paulo Nuno Vicente (NOVA FCSH/ICNOVA)
  9. A participação do público no ciberjornalismo: a influência do Design Sara Alves (ULP) & Andreia Pinto de Sousa (ULP/HEI-Lab)

> Aceda aos resumos deste painel 

Disrupção Política II: Eleições à Lupa (Auditório A14) | Sessão dupla

Moderadores: Paula Espírito Santo (ISCSP) e Ricardo Morais (UBI/LABCOM)

  1. Eleições presidenciais: entre a pandemia e o populismo Isabel Ferin (UC/ICNOVA), Carla Martins (ULHT/CICANT) & Ana Cabrera (NOVA FCSH/IHC)
  2. As candidaturas femininas nas eleições presidenciais de 2021: entre a pandemia e o populismo Ana Cabrera (NOVA FCSH/IHC)
  3. Debate político no Twitter durante as eleições presidenciais portuguesas de 2021 – o que acontece quando o discurso inflamado domina? Luís António Santos & Francisco Conrado (UM/CECS)
  4. A cobertura de imprensa online das eleições autárquicas nos jornais PÚBLICO e EXPRESSO: análise de conteúdo comparativo entre os atos eleitorais de 2013, 2017 e 2021 em Lisboa João Carlos Martins (NOVA FCSH/ICNOVA)
  5. Propaganda política no Facebook: o caso da campanha de Rui Moreira Sasha Rupar van Lammeren & Fernando Vasco Ribeiro (FLUP)
  6. Incivis e odiosos? Comentários online às notícias sobre as eleições legislativas de 2015 e 2019 Marisa Torres da Silva (NOVA FCSH/ICNOVA), João Gonçalves (Erasmus University Rotterdam), Pedro Coelho (NOVA FCSH/ICNOVA) & Maria José Brites (ULP/CICANT)
  7. O dia seguinte: a eleição de Joacine Katar Moreira na imprensa tradicional e online portuguesa Carla Martins & Carla Rodrigues Cardoso (ULHT/CICANT)
  8. Design editorial e conexão emocional na cobertura mediática da eleição de Joacine Katar Moreira    Carla Rodrigues Cardoso, Alexandra Barradas & Anna Ragasová (ULHT/CICANT)
  9. O uso do humor e da irreverência como estratégia de comunicação política: O caso do Iniciativa Liberal nas Europeias e Legislativas de 2019 Marco Matos & Vasco Ribeiro (FLUP)

Disrupção e Sociedade II: Literacia(s) e media (Auditório A223) | Sessão dupla

Moderadoras: Cristina Ponte (NOVA FCSH/ICNOVA), Lídia Maropo (IPSet/CICS.NOVA)

  1. A presença de crianças com necessidades educativas especiais na investigação em literacia mediática: Notas de uma Revisão Sistemática da Literatura (2015-2021) Conceição Costa & Carla Sousa (ULHT/CICANT)
  2. Intergeracionalidade e educação para os media: workshops do projeto SMaRT-EU Maria José Brites, Ana Filipa Oliveira & Carla Cerqueira (ULP/CICANT)
  3. Do autoreporte à demonstração prática: inovação metodológica e novas inquietações no estudo de competências digitais de jovens portugueses Susana Batista (NOVA FCSH/CICS.NOVA)
  4. Competências de literacia digital e mediática no ensino básico. Um estudo no âmbito do projeto COMEDIG Armanda Matos (UC/CEIS20), Elzbieta Bobrowicz-Campos (UC/CEIS20), Isabel Festas (UC/CEIS20), Ana Seixas (UC/CES), Vítor Tomé (UAL) & Leonel Brites (ESECS-IPL/CEIS20)
  5. Literacia digital e mediática, um estudo com alunos do ensino secundário Paula Lopes (UM/CECS e UAL/NIPCOM), Sara Pereira (UM/CECS), Armanda Matos (UC/CEIS20), Carlos Camponez (UC/CEIS20), António Moreira (UA/CEIS20), & Alexandra Beça (UM/CECS)
  6. Podem as estratégias de procurar informação influenciar a crença em fake news? Um estudo exploratório junto dos jovens portugueses João Pedro Baptista, Anabela Gradim & Elisete Correia (UBI)
  7. A literacia mediática no ensino superior: resultados preliminares de um estudo com estudantes de Comunicação Social Joana Martins (ESEV-IPV/CI&DEI), Nídia Salomé Morais (ESEV-IPV) & Miguel Midões (ESEV-IPV)
  8. Jovens, literacia mediática e memória: o desenvolvimento de uma metodologia para promover a cidadania jovem, com base na narrativa digital e memória comunitária. Ana Oliveira (UM/CECS) & Sandra Borges Tavares (Kings College London)
  9. O videojogo “NOME” e a comunicação disruptiva: contributos no desempenho mediático Conceição Costa, Lília Marcelino, José Carlos Neves & Fernando Soares (ULP/CICANT)
  10. A literacia para os media em revistas especializadas: leituras sobre a produção científica Marisa Mourão & Sara Pereira (UM/CECS)
  11. O ensino dos processos criativos aplicados à publicidade: uma experiência híbrida e disruptiva.  Joana Casteleiro-Pitrez (UBI/LABCOM) & Cristina Santos (ULHT)

> Aceda aos resumos deste painel